Cientistas desenvolvem o maior campo magnético já criado

Com o objetivo de estudar as propriedades materiais de um novo sistema gerador, uma equipe de pesquisadores da Universidade de Tóquio acabou criando por acidente o maior campo magnético em ambiente controlado da história. Quando ativaram o equipamento em questão, a expectativa dos cientistas era de que o campo magnético atingisse um pico de 700 Teslas, mas esse número acabou sendo de 1200 T, algo para o qual eles não estavam preparados.

Shojiro Takeyama, autor principal do trabalho que foi publicado este mês na revista Review of Scientific Instruments. Ele afirma que os campos acima dos 1000 T facilitam a observação do movimento dos elétrons, o que pode contribuir no desenvolvimento de geradores de energia de fusão.

Takeyama pretende continuar nessa linha de pesquisa com a construção de um novo equipamento capaz de gerar um campo magnético de 1500 T.

Por: TecMundo

2 comentários em “Cientistas desenvolvem o maior campo magnético já criado

  • 18 de outubro de 2018 em 21:20
    Permalink

    SOMOS MINI GERADOR DE ENERGIA SUSTENTAVEL SOLAR EOLICA E HIDRAULICA
    PRECISAMOS UMA PARCERIA COM FORNECEDOR DE IMAS E NEODIMIO DO TIPO N50 E 52 ENTRE OUTROS. GOSTARIAMOS DE RECEBER SEU CATALOGO DE IMAS COM AS ESPECIFICAÇOES DE GRADE COMPLETA PAR NOSSOS PEOJETOS DE GERADORES EOLICOS .ENTRE OUTROS. OBRIGADO . MILTON

    Resposta
  • 18 de outubro de 2018 em 21:23
    Permalink

    COMO ESTUDIOSO DO ASSUNTO. O CAMPO MAGNÉTICO E MUITO IMPORTANTE PARA NOSSAS FUTURAS MAQUINAS, E VAI CHEGAR A UM GRANDE DENOMINADOR DE AJUDAR O PROGRESSO DA INDUSTRIA UNIVERSAL EM TODO OS SENTIDOS. GRANDE ABRAÇO

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *