Menu fechado

Manutenção de equipamentos de diagnóstico de imagem: como é?

Você sabia que a manutenção de equipamentos de diagnóstico de imagem é fundamental para manter a efetividade de serviços médicos? Geralmente, ela acontece em centros de radiologia, permitindo um melhor aproveitamento dos materiais compostos por ímãs.

A manutenção de equipamentos de diagnóstico de imagem, além de tornar o atendimento ao paciente mais eficiente, ela ainda pode contribuir com o retorno financeiro da sua clínica, principalmente em razão dos itens magnéticos. Assim, ela não deve ser negligenciada.

Vamos imaginar que você trabalhe com blindagem automotiva. Em resumo, são itens que garantem a saúde e o bem-estar das pessoas, por isso, a manutenção dos materiais deve ser realizada periodicamente, a fim de evitar incidentes.


E o mesmo vale para equipamentos de diagnóstico de imagens. Sendo assim, preparamos este post para que você entenda como funciona a manutenção dos itens, sejam eles mais antigos ou novos. Quer ficar por dentro do assunto? Continue lendo e confira!

Como é feita a manutenção em equipamentos de tomografia, ressonância magnética e raio-x?

equipamentos

O fabricante é sempre recomendado para realizar a manutenção dos equipamentos médicos. São eles que utilizam peças de reposição no menor tempo possível. Além disso, eles também podem acessar atualizações e toda a documentação do dispositivo.

O ideal é que você sempre execute a manutenção com um representante exclusivo da marca ou com um revendedor autorizado qualificado para reparar a máquina.

O que importa no âmbito da manutenção é a cobertura, ou seja, o tipo de contrato firmado com o fornecedor. O mais importante é direcionar seu contrato para manter o equipamento funcionando o maior tempo possível.

Quando você deseja alugar equipamentos para manutenção, é importante avaliar quatro pontos:

Não existe um contrato de manutenção

Você pode operar o dispositivo e chamar outras pessoas para repará-lo se ele falhar. Esta é sempre a opção mais cara. No caso de uma clínica de radiologia, o equipamento deve ser utilizado o maior tempo possível para se obter o melhor benefício.

Contrato de manutenção sem peças

Inclui visitas de engenheiros e técnicos para manutenção preventiva, mas caso haja necessidade de reposição de peças, o valor da reposição não pode ser previsto.

O técnico enviará um orçamento adicional para que a clínica avalie e obtenha recursos para reposição de peças.

O mesmo vale para outros equipamentos, como película de controle solar. Embora não sejam da área da saúde, também requerem atenção quanto às peças.

Contrato de manutenção com peças intermediário

O contrato atende aos requisitos de manutenção preventiva e corretiva. Para equipamentos de imagem, certas peças não estão incluídas nesses contratos. Por exemplo: tubos de raios X, transdutores ultrassônicos, algumas bobinas de ressonância magnética.

Contrato de manutenção com peças de funil

A manutenção e todas as peças estão incluídas neste modo. Entretanto é importante mencionar que equipamentos de outros mercados, como caixa de contenção de água, também exigem manutenção periódica para manter a funcionalidade dos materiais.

Gostou do nosso post sobre como funciona a manutenção de equipamentos de diagnóstico de imagem? Então compartilhe com os colegas e deixe o seu comentário!

Esse‌ ‌artigo‌ ‌foi‌ ‌escrito‌ ‌por‌ ‌Beatriz‌ ‌Barros,‌ ‌Criadora‌ ‌de‌ ‌Conteúdo‌ ‌do‌ ‌‌Soluções‌ ‌Industriais‌.

Esse post teve suas imagens retiradas dos sites – Ibmed e Philips

Acesse nosso site e conheça nossa linha de produtos e equipamentos magnéticos – www.oximag.com

Publicado em:Notícias

Post relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *