Primeiro magneto supercondutor portátil

Supercondutor portátil

Engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, construíram um magneto supercondutor portátil.

Embora a supercondutividade venha sendo usada em grandes experimentos, como no LHC, ou mesmo em equipamentos de laboratório do tamanho de uma sala, não era possível tirar proveito dela em equipamentos realmente pequenos.

O novo dispositivo portátil substitui com muitas vantagens os grandes ímãs permanentes convencionais – o protótipo alcançou um campo magnético de 3 teslas, o que é excepcional para suas dimensões.

O professor John Durrell conta que o trabalho da sua equipe se baseou nas descobertas recentes do físico Roy Weinstein, da Universidade de Houston, nos EUA, que mostrou como os eletroímãs convencionais e a magnetização por campo pulsado podem ser usados para ativar campos magnéticos supercondutores que são “capturados” e sustentados como parte de um arranjo supercondutor.

Isso evita a necessidade de grandes e caros ímãs supercondutores para “ativar” o sistema, permitindo construir um dispositivo portátil.

Motores elétricos supercondutores

As possibilidades de uso do ímã supercondutor portátil são enormes, como sistemas de ressonância magnética menores e mais baratos para uso em hospitais de menores recursos.

Mas a equipe está de olho em outros mercados.

“O interesse óbvio nisso é que você pode usá-lo para construir um motor menor e mais leve,” disse Durrel.

Por: Inovação Tecnolgica

A OXIMAG NÃO COMERCIALIZA ESTE PRODUTO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *